Magazine Luiza

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Oscar 2017 - O Maior bafão de toda a história das premiações...Quem não chora não mama...





Melhor Ator Coadjuvante
Mahershala Ali (Moonlight: Sob a Luz do Luar)

Melhor Maquiagem
Esquadrão Suicida

Melhor Figurino
Animais Fantásticos e Onde Habitam

Melhor Documentário
O.J.: Made in America

Melhor Edição de Som
A Chegada

Melhor Mixagem
Até o Último Homem

Melhor Atriz Coadjuvante
Viola Davis (Um Limite Entre Nós)

Melhor Filme Estrangeiro
O Apartamento (Irã)

Melhor Curta-Metragem de Animação 
Piper

Melhor Animação
Zootopia - Essa Cidade é o Bicho

Melhor Design de Produção
La La Land - Cantando Estações

Melhores Efeitos Especiais
Mogli - O Menino Lobo

Melhor Montagem
Até o Último Homem

Melhor Curta-Metragem de Documentário
Os Capacetes Brancos

Melhor Curta-Metragem
Sing

Melhor Fotografia
La La Land - Cantando Estações

Melhor Trilha Sonora
La La Land - Cantando Estações

Melhor Canção Original
"City of Stars" (La La Land - Cantando Estações)

Melhor Roteiro Original
Manchester à Beira-mar

Melhor Roteiro Adaptado
Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Diretor
Damien Chazelle (La La Land - Cantando Estações)

Melhor Ator
Casey Affleck (Manchester à Beira-mar)

Melhor Atriz
Emma Stone (La La Land - Cantando Estações)

Melhor Filme
Moonlight: Sob a Luz do Luar

===============================================
Quem não chora não mama... A saga do vencedor do Oscar 2017 começou no início do ano de 2016 quando foi anunciado os indicados ao Oscar 2016 e não tinha um negro sequer. Houve então um grande coeso e sentido movimento de indignação um movimento #OscarSoWhite, que reclamava da segregação racial sem muito dizer quais eram os negros injustiçados naquele ano, afinal não é sempre que só existem brancos... Denzel Washiton já venceu duas vezes, Morgan Freeman, Whoopi Goldberg,  Halle Berry também, só para ficar nos primeiros 4 exemplos que eu lembrei...
O movimento #OscarSoWhite durou do momento das indicações, até a cerimonia inclusive, quando o apresentador comediante Chris Rock, negro (não por causa da polêmica, ele já tinha apresentado em 2015 e estava mantido) fez seu discurso, incluiu piadinhas de exclusão de negros, foi um sucesso.

Mas as cicatrizes ficaram. Mudança de membros e de mentalidade e uma certa culpa subconsciente abateu nos membros da academia e influenciou nos indicados para o Oscar 2017. Talvez também a oportunidade de ser reconhecido fez a galera produzir mais e melhor em 2016. Três filmes essencialmente negros estavam entre os 9 indicados. O melhor deles, Fences (um limite entre nós), é uma peça de teatro que já tinha o seu roteiro para se transformar em filme desde 2005. O seu roterista inclusive já é falecido. Denzel Washington dirigiu o filme, foi o ator principal e contracenou com Viola Davis, que apesar de ser o principal nome feminino no filme concorreu a atriz coadjuvante, num ano em que não houveram tantas atuações relevante de atrizes assim (Meryl Streep por exemplo foi indicada só para tampar buraco) Viola perdeu a oportunidade de concorrer a melhor Atriz. Talvez não ganhasse como ganhou como coadjuvante. Denzel Washington foi indicado e não venceu.
Outro que foi produzido na onda do #OscarSoWhite foi Hiddens Figures (que ganhou a tosca tradução de Estrelas além do tempo), pesquisou-se uma bela história verídica sobre mulheres negras, história que merecia um filme melhor do que foi produzido, um filme só razoável, digno de seção da tarde, vale pela cena do banheiro, que lendo comentários é o momento ficção da história pois na história real ela usava o banheiro dos brancos mesmo. O terceiro filme essencialmente negro, Moonlight que recebeu uma tradução melhor: sob a luz do luar, que tem como diretor e roteirista  o negro Barry Jenkins, todo o elenco negro, tem crianças também é baseado numa peça de teatro auto-biográfica de Tarell Alvin McCraney, conta três momentos de sua vida: Infância, Adolescência e  jovem adulto. É filho de mãe drogada e só para coroar homossexual. O filme bem montado, bem escrito, bonitinho, conta a dura vida do pobre negro americano (dura vida?! mais ou menos, né, nada comparado com Cidade de Deus ou Preciosa), conta uma história de amor (razoável, nada comparado a Brokeback Mountain), acompanha a evolução e amadurecimento do personagem (razoável, nada comparado a Boyhood - Da Infância a Juventude). Porém com tantas minorias envolvidas é um prato cheio para um esse cenário logo após o  #OscarSoWhite, portanto cabe a sua indicação. Mas deixou de fora por exemplo Capitão Fantástico, filme muito mais denso e marcante que nem entrou nos indicados.

O filme queridinho dos americanos e mais especificamente dos hollywoodianos era La La Land. Musical que conta o sonho de uma atriz em se tornar atriz mesmo recebendo vários nãos em seus testes de atriz. Conta o sonho de Hollywood, com muitas cores, muita alegria, muita música, muito amor e emoção. Como filme uma grande festa. Também menos denso que seus concorrentes. Menos denso, mais levinho, mas levou 14 indicações, récorde absoluto que o colocava lado a lado com grandes produções como Titanic e BenHur, acima de Senhor dos Anéis.

Filmes marcantes mesmo, que ficam na memória, com mensagem, história e produção tínhamos Hacksaw Ridge (com tradução que entrega parte do filme: Até o Último Homem), filme sobre a segunda guerra, sobre um soldado/médico que queria ir para a guerra não para pegar num fizil e matar inimigos e sim salvar vidas. História real, com personagem ainda vivo, transformado em um filmaço, que incomoda de tantas cenas duras e reais de guerra, morte e explosões, salpicadas com piadinhas, religião, relação pai/filho, marido/mulher, homem/pátria, soldado/inimigo. Para mim a melhor produção do ano que todos especialistas diziam que não tinham nenhuma chance pois seu diretor Mel Gibson não é politicamente aceito na academia, envolveu-se em escândalos anti-semitas e para mim o mais inaceitável posição política de todas: apoiou o carro elétrico no país da Chevron, Exxon e tantas petrolíferas poderosas (sobre isso veja aqui). Como assim? O Oscar não leva em conta o filme e sim as posições políticas de seu diretor?!?!
A Chevron também faz parte do pano de fundo de um filme melhor que Moonligt ou LaLaLand,
Hell Or High Water (também uma esdrúxula tradução A Qualquer Custo), conta a história de dois irmãos que viram assaltantes de banco para tentar salvar a fazenda deles das mãos da Chevron... (grande filme que não ganhou nada além das indicações).
Outro grande filme, Lion, conta a história de um garotinho que se perdeu de seu irmão num metrô na Índia (seu grito de GUDUUUU ficou famoso) e foi adotado por uma família Australiana. Filme denso com mensagem, roteiro, história verídica, crítica social, bela produção que também não levou nada.
 Manchster By the sea, um drama, bem dramático, produção barata, que fica na memória por um bom tempo de quem assiste, esse ganhou o Oscar de melhor ator (passando por cima de seu passado polêmico) e melhor roteiro original.
A grande ficção científica que conta a história de extra-terrestres que pousaram em várias partes do mundo e tentamos comunicar com eles, nós com nosso idioma, eles com o idioma deles e a personagem principal é uma professora de línguas. Para muitos o melhor filme do ano, para mim caberia mais um seriado da NetFlix, pois é muita história para pouco filme, deixa muitas pontas soltas e apesar de já grande filme, poderia ter sido maior. Porém bem mais filme que o MoonLight por exemplo, ganhou apenas o oscar de melhor edição de som.
Ví todos antes de começar o Oscar:
 

Começou a cerimônia e Moonlight começou ganhando o primeiro prêmio de ator Coadjuvante. Nada ainda a contestar, ele concorria com pé de igualdade contra Jeff Bridges ou Dev Patel, qualquer um mereceria. Vantagem a ele devido ao #OscarSoWhite. 
O segundo prêmio era de melhor maquiagem e foi para Esquadrão Suicida, filma da Marvel que se for ranqueado é somente o  32º melhor filme da Marvel, que tem como público alvo os Nerds, que por serem nerds não gostam de musical  e soltaram depois desse segundo prêmio o placar parcial:

 Era óbvio que essa piada não duraria, pois com 14 indicações e um filme tão bem produzido, bem politicamente com Hollywood e ainda com uma suposta justiça a ser reparada (seu diretor e roteirista Damien Chazelle também tinha sido diretor e roteirista de Whiplash - Em Busca da Perfeição, concorreu e perdeu o Oscar dois anos antes), com certeza não ficaria no 0 prêmios. 
A cerimônia continuava e dois prêmios que pela lógica se tem um musical concorrendo ele venceria essas categorias, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem, LalaLand perdeu para A Chegada e Até o último Homem. Poderia ter ganho também Melhor Figurino mas perdeu para "Animais Fantásticos e Onde Habitam", prolongando a piada.
O musical só foi ganhar o primeiro prêmio e empatar o placar na metade final da cerimônia quando ganhou merecidamente Melhor Design de Produção. Mais tarde transformaria o empate em goleada, ao vencer também merecidamente Melhor Trilha Sonora, Melhor Canção Original e vencer Melhor Fotografia (esse tinha competição, poderia ter ficado com A chegada, por exemplo).
Já caminhando para o final, os 4 prêmios poderia ficar por aí, podendo chegar a 5 se Emma Stone vencesse o prêmio de melhor atriz. Sua principal concorrente, Amy Adams, ficou de fora das 5 indicadas, e ela concorria realmente com a francesa Isabelle Huppert, que em seu filme Elle, não dançou, não cantou, não festejou, somente foi estuprada, foi mulher de negócios presidente de empresa de games, papel bem mais denso e exigente que sua concorrente, porém não tinha o american dream na atuação.

LaLaLand venceu também a melhor Atriz com Emma Stone.
Se tivesse vencido Isabelle Huppert a academia não passaria pela vergonha que passou minutos depois.

O ator de LalaLand também concorreu ao óscar, mas sua categoria estava bem mais concorrida. qualquer um dos cinco que vencesse estaria em boas mãos. Foi para o Casey Affleck, irmão do Ben, que fez um grande trabalho no drama mais que dramático Manchester by the sea. Eu estava torcendo para o Viggo Mortensen que também fez um belo trabalho e era a única categoria que seu filme capitão Fantástico (filme melhor que metade dos concorrentes a melhor filme).

Depois o melhor diretor também estava bem concorrido, qualquer um dos cinco mereceria. E o prêmio foi para o Damien Chazelle de LaLaLand / Whiplash; A correção de injustiça do passado gerando mais injustiça para no futuro ser corrigido. 

Nessa altura, com 6 prêmios, incluindo diretor, atriz e fotografia, ninguém mais duvidava do prêmio de melhor filme. Era quase consequência. Naquele placar contra o esquadrão suicida ficaria 7x1 igual Alemanha X Brasil.

Porém uma aberração igual falar que Chicago venceu O Pianista em 2003.

Veio o envelope... Veio os dois experientes atores... O ator leu bem o que estava no envelope e não quis falar. A atriz mais impulsiva falou...

A turma toda subiu...
Começou os agradecimentos...
O segundo começou a agradecer...
O terceiro também, já com a confusão iniciada.
O momento em que o primeiro que agradeceu ficou sabendo ele quase caiu no chão.
A Emma Stone falando "My God" também é impagável.

Veio a explicação. Isabelle Huppert disse consigo mesma: Bem feito! É a justiça divina fazendo valer o que essa cerimônia merecia receber: um papelão.
Nos últimos anos a cerimonia vinha recebendo participações e discursos políticos  bem ativistas, como o discurso de Leonardo di Caprio ano passado ou no ano anterior quando o vencedor do Roteiro com "O Jogo da Imitação" falou de seu drama pessoal.
Tudo isso foi bem medido e faz bem à sétima arte.
Mas quando a política e os bastidores falam mais alto que a arte, temos que perceber que está na hora de tirar a mão e diminuir a dose.
Já que era para dar uma resposta ao  #OscarSoWhite, MoonLight era o melhor filme, pois envolve mais de uma minoria, todo o elenco é negro e para ficar bem nas páginas da história premiado não o filme e sim as circunstâncias o prêmio caiu nas mãos certas. Homossexuais são mais minorias que as mulheres e em Fences não existe outra minoria.

Artisticamente saímos de uma aberração igual 2003 quando Chicago venceu O Pianista e caímos numa aberração igual a 2006 quando Crash - No Limite venceu Munique, Capote, O Segredo de Brokeback Mountain e Boa Noite e Boa Sorte mesmo sendo o pior filme entre os indicados. 

Ps. É interessante ver também os vídeos / lives que acompanharam esse momento histórico e ver a cara e as falas dos analistas entre o anuncio de LaLaLand e a correção para MoonLigth ...
Prepare-se para muitas risadas com as reações de choque e cara quebrada depois de tantos elogios a LaLaLand.
Ps2: Destaque também para a Globo que deveria estar transmitindo o maior bafão do Oscar Ao vivo e apenas noticiou duas horas depois:
http://g1.globo.com/pop-arte/oscar/2017/noticia/moonlight-x-la-la-land-veja-como-foi-a-confusao-do-anuncio-do-oscar-de-melhor-filme.ghtml
===============================================



===============================================







O momento exato do bafão na visão da platéia:


================================














================
Reações:





================

Especial: É tudo um assunto só!

Outro dia discutindo sobre as manifestações do dia 15, sobre crise do governo e a corrupção da Petrobrás eu perguntei a ele se tinha acompanhado a CPI da Dívida Pública. Então ele me respondeu: Eu lá estou falando de CPI?! Não me lembro de ter falado de CPI nenhuma! Estou falando da roubalheira... A minha intenção era dizer que apesar de ter durado mais de 9 meses e de ter uma importância ímpar nas finanças do país, a nossa grande mídia pouco citou que houve a CPI e a maioria da população ficou sem saber dela e do assunto... Portanto não quis fugir do assunto... é o mesmo assunto: é a política, é a mídia, é a corrupção, são as eleições, é a Petrobras, a auditoria da dívida pública, democracia, a falta de educação, falta de politização, compra de votos, proprina, reforma política, redemocratização da mídia, a Vale, o caso Equador, os Bancos, o mercado de notícias, o mensalão, o petrolão, o HSBC, a carga de impostos, a sonegação de impostos,a reforma tributária, a reforma agrária, os Assassinos Econômicos, os Blog sujos, o PIG, as Privatizações, a privataria, a Lava-Jato, a Satiagraha, o Banestado,  o basômetro, o impostômetro, É tudo um assunto só!...




A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?



Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O tempo passa... O tempo voa... E a memória do brasileiro continua uma m#rd*


As empresas da Lava-jato = Os Verdadeiros proprietários do Brasil = Os Verdadeiros proprietários da mídia.

Desastre na Barragem Bento Rodrigues <=> Privatização da Vale do Rio Doce <=> Exploração do Nióbio



Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!



Trechos do Livro "Confissões de um Assassino Econômico" de John Perkins 

Meias verdades (Democratização da mídia)

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.

O caso grego: O fogo grego moderno que pode nos dar esperanças contra a ilegítima, odiosa, ilegal, inconstitucional e insustentável classe financeira.


Seminário Nacional - Não queremos nada radical: somente o que está na constituição.

Seminário de Pauta 2015 da CSB - É tudo um assunto só...

UniMérito - Assembleia Nacional Constituinte Popular e Ética - O Quarto Sistema do Mérito 

Jogos de poder - Tutorial montado pelo Justificando, os ex-Advogados Ativistas
MCC : Movimento Cidadão Comum - Cañotus - IAS: Instituto Aaron Swartz

A PLS 204/2016, junto com a PEC 241-2016 vai nos transformar em Grécia e você aí preocupado com Cunha e Dilma?!

A PEC 241. Onde as máscaras caem.

Seminário "O petróleo, o Pré-Sal e a Petrobras" e Entrevista de Julian Assange.

O que tenho contra banqueiros?! Operações Compromissadas/Rentismo acima da produção

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)

PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público

Depoimento do Lula: "Nunca antes nesse país..." (O país da piada pronta)
(Relata "A Privataria Tucana", a Delação Premiada de Delcidio do Amaral e o depoimento coercitivo do Lula para a Polícia Federal)



As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar

Foi o "Cirão da Massa" que popularizou o termo "Tattoo no toco"

A minha primeira vez com Maria Lúcia Fattorelli. E a sua?

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)  

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado

Quem inventou o Brasil: Livro/Projeto de Franklin Martins (O ex-guerrilheiro ouve música)

Eugênio Aragão: Carta aberta a Rodrigo Janot (o caminho que o Ministério público vem trilhando)


Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"



Comentários políticos com Bob Fernandes. 

Quem vamos invadir a seguir (2015) - Michel Moore


Ricardo Boechat - Talvez seja ele o 14 que eu estou procurando...

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)

InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social

Pedaladas Fiscais - O que são? Onde elas vivem? Vão provocar o impeachment da Dilma?

Como o PT blindou o PSDB e se tornou alvo da PF e do MPF - É tudo um assunto só!


Ajuste Fiscal - Trabalhadores são chamados a pagar a conta mais uma vez

Resposta ao "Em defesa do PT"

Sugestão inovadora, revolucionária, original e milagrosa para melhorar a trágica carga tributária brasileira.



Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!


Questões de opinião:

Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?



Sobre a Ditadura Militar e o Golpe de 64:

Dossiê Jango - Faz você lembrar de alguma coisa?


Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.


Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.


Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.


Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.



Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países? 


Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 


Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos


Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.



Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!


Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.



Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos 



Sobre CBF/Globo/Corrupção no futebol/Acompanhando a CPI do Futebol:

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K


A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!



Revolução no futebol brasileiro? O Fim da era Ricardo Teixeira. 




Videos com e sobre José Maria Marin - Caso José Maria MarinX Romário X Juca Kfouri (conta anonima do Justic Just ) 





Do apagão do futebol ao apagão da política: o Sistema é o mesmo



Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)

Acompanhando a CPI do Futebol XIV - Mais sobre nosso legislativo do que nosso futebol



Acompanhando o Governo Michel Temer

Acompanhando o Governo Michel Temer I