Magazine Luiza

sexta-feira, 31 de março de 2017

Consulta Nacional sobre reformas e Auditoria da dívida.



Estou atualizando o Post
A minha primeira vez com Maria Lúcia Fattorelli. E a sua?
Com mais esses 4 vídeos...  quem não leu o post ainda, leia!!...

Em um deles a Premiada Brasileira de nome Maria (As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)  ) divulga a Consulta Nacional sobre reformas e Auditoria da dívida


Deveríamos estar vivendo uma realidade de extrema abundância, com garantia de vida digna para todas as pessoas, tendo em vista as imensas riquezas e potencialidades do nosso país. No entanto, o cenário é de escassez, com desemprego recorde; ataque brutal aos direitos da classe trabalhadora com as propostas de reformas da Previdência e Trabalhista, além da privatização de riquezas naturais e de serviços essenciais como saúde e educação. Para que retirar direitos, se somos tão ricos?

Participe da Consulta Nacional!
São apenas quatro perguntas.


ENTENDA
A CAMPANHA

No período de 14 de março a 30 de junho, queremos ouvir a sua opinião sobre a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista, Privatizações e Auditoria da Dívida Pública. Por isso, diversos sindicatos, entidades e movimentos sociais se uniram para construírem juntos a proposta de uma Consulta Nacional sobre Reformas e Auditoria da Dívida.

Diante da contradição entre a realidade de abundância do nosso país, com todas as suas riquezas e potencialidades, e o cenário de escassez em que temos vivido com desemprego recorde, ataque aos direitos da classe trabalhadora, privatizações de riquezas e serviços essenciais – tudo isso para privilegiar ainda mais o pagamento dos juros aos bancos, surgiu a necessidade de ouvir a opinião da população que paga essa conta.

Participe! Leia as perguntas ao lado e vote.
Ao final, preencha seus dados (Nome, CPF e Estado) e confirme.

Para saber mais:
• Leia o folheto com o resumo dos temas abordados nesta Consulta Nacional;
• Assista aos vídeos explicativos;
• Acesse informações de como ajudar a divulgar a campanha.

Participe!



========================================

A primeira Plenária Nacional Estatutária de 2017, que teve início na manhã da sexta-feira, 17 de março, reuniu cerca de 200 delegados no auditório 3 da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (UnB).

Vídeo do Seminário sobre a Reforma da Previdência com a presença de Maria Lúcia Fattorelli, coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida.
O seminário também contou com ótimas e enriquecedoras apresentações de Maria Inez Rezende dos Santos, da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (ANFIP), e o assessor parlamentar Marcos Verlaine do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP).

Palestra de M. Lucia Fatorelli - Encontro Nacional da Mulher Trabalhadora da CSB - 8 de março|2017
Auditora aposentada da Receita Federal e coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lucia Fattorelli falou sobre as consequências da Reforma da Previdência para as mulheres.


Ponto de Vista | Edição especial traz visões opostas sobre a reforma da Previdência
Assista ao debate com os coordenadores de Previdência do Ipea e da Auditoria Cidadã da Dívida. 

Muito se discute sobre as mudanças que terão impacto direto na vida dos trabalhadores: a reforma da Previdência. Nesta edição especial, o programa conversa com o coordenador de Previdência do Ipea, Roberto Nagamine, e a coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fattorelli. Os convidados têm opiniões contrárias sobre a reforma.


Maria Lucia Fattorelli - CCB

Quem quiser ver a palestra acompanhando com a apresentação de PowerPoint pode pegar as apresentações aqui:

As últimas apresentações PowerPoints feito pela Auditoria Cidadã da Dívida Pública. 

========================================

Esses aqui são os logos das entidades preocupadas com a população.
Não confunda MLB com MBL




Vídeos para estimular a participação na Consulta Nacional sobre reformas e Auditoria da dívida.
Escolhi alguns... todos você vê aqui:


Paulo Maldos – Conselho Federal de Psicologia

Frei Olávio Dotto – Assessor das Pastorais Sociais da CNBB

Júlio Miragaya – Presidente do Conselho Federal de Economia

Carlos Moura – Secretário Executivo da Comissão Brasileira de Justiça e Paz – CNBB

Maria Casé – Direção Nacional do Movimento dos Pequenos Agricultores

Paulo Martins – Presidente da União dos Auditores do TCU – AUDITAR

Profa. Aparecida Fernandes – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Coordenadora Geral do SINASEFE Natal

Deputado Paulo Teixeira (PT/SP)

Senador Paulo Paim (PT/RS)

Daro Piffer – Presidente do Sindicato dos Funcionários do Banco

Rita Felicetti – Diretora da Anfip

Victor José Hohl – Corecon

Maria Ângela – Coordenação de Raça e Etnia da FASUBRA

===============================

Especial: É tudo um assunto só!

Outro dia discutindo sobre as manifestações do dia 15, sobre crise do governo e a corrupção da Petrobrás eu perguntei a ele se tinha acompanhado a CPI da Dívida Pública. Então ele me respondeu: Eu lá estou falando de CPI?! Não me lembro de ter falado de CPI nenhuma! Estou falando da roubalheira... A minha intenção era dizer que apesar de ter durado mais de 9 meses e de ter uma importância ímpar nas finanças do país, a nossa grande mídia pouco citou que houve a CPI e a maioria da população ficou sem saber dela e do assunto... Portanto não quis fugir do assunto... é o mesmo assunto: é a política, é a mídia, é a corrupção, são as eleições, é a Petrobras, a auditoria da dívida pública, democracia, a falta de educação, falta de politização, compra de votos, proprina, reforma política, redemocratização da mídia, a Vale, o caso Equador, os Bancos, o mercado de notícias, o mensalão, o petrolão, o HSBC, a carga de impostos, a sonegação de impostos,a reforma tributária, a reforma agrária, os Assassinos Econômicos, os Blog sujos, o PIG, as Privatizações, a privataria, a Lava-Jato, a Satiagraha, o Banestado,  o basômetro, o impostômetro, É tudo um assunto só!...





A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?



Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O tempo passa... O tempo voa... E a memória do brasileiro continua uma m#rd*


As empresas da Lava-jato = Os Verdadeiros proprietários do Brasil = Os Verdadeiros proprietários da mídia.

Desastre na Barragem Bento Rodrigues <=> Privatização da Vale do Rio Doce <=> Exploração do Nióbio



Trechos do Livro "Confissões de um Assassino Econômico" de John Perkins 

Meias verdades (Democratização da mídia)

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.

O caso grego: O fogo grego moderno que pode nos dar esperanças contra a ilegítima, odiosa, ilegal, inconstitucional e insustentável classe financeira.



UniMérito - Assembleia Nacional Constituinte Popular e Ética - O Quarto Sistema do Mérito 

Jogos de poder - Tutorial montado pelo Justificando, os ex-Advogados Ativistas
MCC : Movimento Cidadão Comum - Cañotus - IAS: Instituto Aaron Swartz

TED / TEDx Talks - Minerando conhecimento humano





O que tenho contra banqueiros?! Operações Compromissadas/Rentismo acima da produção

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)

PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público



As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar

Foi o "Cirão da Massa" que popularizou o termo "Tattoo no toco"

A minha primeira vez com Maria Lúcia Fattorelli. E a sua?

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!) 

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado


Quem inventou o Brasil: Livro/Projeto de Franklin Martins (O ex-guerrilheiro ouve música)

Eugênio Aragão: Carta aberta a Rodrigo Janot (o caminho que o Ministério público vem trilhando)


Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"



Comentários políticos com Bob Fernandes. 

Quem vamos invadir a seguir (2015) - Michel Moore

Ricardo Boechat - Talvez seja ele o 14 que eu estou procurando...

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)

InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social



Sobre Propostas Legislativas:

A PLS 204/2016, junto com a PEC 241-2016 vai nos transformar em Grécia e você aí preocupado com Cunha e Dilma?!

A PEC 55 (antiga PEC 241). Onde as máscaras caem.

Em conjunto CDH e CAE (Comissão de Direitos Humanos e Comissão de Assuntos Econômicos)

Sugestão inovadora, revolucionária, original e milagrosa para melhorar a trágica carga tributária brasileira.


Debates/Diálogos:

Debate sobre Banco Central e os rumos da economia brasileira...

Diálogo sobre como funciona a mídia Nacional - Histórias de Luiz Carlos Azenha e Roberto Requião.

Diálogo sobre Transparência X Obscuridade.

Plano Safra X Operações Compromissadas.

Eu acuso... Antes do que você pensa... Sem fazer alarde...talvez até já tenha acontecido...


Depoimento do Lula: "Nunca antes nesse país..." (O país da piada pronta)
(Relata "A Privataria Tucana", a Delação Premiada de Delcidio do Amaral e o depoimento coercitivo do Lula para a Polícia Federal)


Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!

Como o PT blindou o PSDB e se tornou alvo da PF e do MPF - É tudo um assunto só!


Ajuste Fiscal - Trabalhadores são chamados a pagar a conta mais uma vez

Resposta ao "Em defesa do PT" 

Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!



Questões de opinião:

Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?




Sobre a Ditadura Militar e o Golpe de 64:

Dossiê Jango - Faz você lembrar de alguma coisa?

Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.


Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.


Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.


Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.



Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países?

Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 

Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos

Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.



Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!

Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.

Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos


Sobre CBF/Globo/Corrupção no futebol/Acompanhando a CPI do Futebol:

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K

A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!

Revolução no futebol brasileiro? O Fim da era Ricardo Teixeira. 

Videos com e sobre José Maria Marin - Caso José Maria MarinX Romário X Juca Kfouri (conta anonima do Justic Just ) 

Do apagão do futebol ao apagão da política: o Sistema é o mesmo



Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)

Acompanhando a CPI do Futebol XIV - Mais sobre nosso legislativo do que nosso futebol



Acompanhando o Governo Michel Temer

Acompanhando o Governo Michel Temer I

terça-feira, 28 de março de 2017

A polêmica entrevista que o Ciro Gomes mandou matar a turma do Sérgio Moro.







A polêmica entrevista do Ciro Gomes com o Jornalista Luis Nassif (Portal GGN) onde o Ciro Gomes mandou matar a turma do Sérgio Moro.

A entrevista começa com o Luis Nassif apresentando o ex-governador, ex-ministro da economia Ciro Gomes e pergunta como um governo frágil tenta implementar reformas sensíveis. O Ciro responde que estamos em uma tragédia. Cita um dado das Nações Unidas que conta que é a primeira vez desde 2010 que o Brasil não avança na superação das desigualdades sociais; diz que tenta explicar esse momento fugindo de paixões vermelhas e azuis retroagindo a década de 80 onde nenhum deles tinham agido ainda: Conta que nosso crescimento econômico desde então é praticamente igual ao nosso crescimento populacional e compara com a China que estava no mesmo patamar em presença no comércio mundial conosco em 80 e hoje está 8 vezes maior.

Explica isso com três motivos: (1) Endividamento das empresas privadas; (2)O colapso fiscal do governo(provocado pelos gigantes juros); e (3) o desequilíbrio nas contas externas(exportações-importações).

Nassif pergunta porque Lula e Dilma não atacaram esses problemas todos.
Antes de responder Ciro diz que ele é uma das boas testemunhas do que aconteceu pela proximidade com a turma azul e com a turma vermelha.
Disse que na criação do real existia um medo danado de uma crise bancária se acabasse com a inflação que funcionava como um imposto. Disse que a rede bancária na época era diferente do oligopólio que temos hoje, era muito mais fragmentado. A turma do real DELIBERADAMENTE decidiu por uma política de juros altos para compensar a perda bancária teria com o fim da inflação monstro. E garantiu que a promessa era que essa saída seria transitória. Ele acreditou na promessa e como ela não foi cumprida, esse foi, segundo ele, o motivo do rompimento com o PSDB (crença minha: não acredito que tenha sido só por isso, mas pode ser um dos motivos). Com o Lula, foi um acordo, que para uns foi genial, para outros decepcionante(me incluo no segundo grupo). Nas palavras do Ciro o Lula pressionava pela queda dos juros, mas contraditoriamente nomeou o Henrique Meireles como presidente do BC (esse mesmo que quer 49 anos de trabalho antes de se aposentar) e Palocci como ministro da Fazenda, os dois mantiveram travados pela ideia da pseudo ciência Neo-liberal e mantiveram os juros estratosférico em prol dos interesses bancários, contra o interesse popular.

(Na minha memória o  vice-presidente José de Alencar também pressionava, morreu rouco de tanto gritar para baixar os juros).

Transportando para o tempo presente ele disse que o Banco Central de Temer já perdeu o "passo", mas vai tentar agora correr atras cortando 0,75% por bimestre quando a inflação projetada é de 4%.

Luis Nassif tem a curiosidade de saber quando o PSDB perdeu a mão, pois nasceu com um viés reformista.

Ciro concordou, disse que o FHC era o "mentor intelectual" de uma "Social democracia tropicalizada". E o Nassif insistiu: E quando é que mudou de rumo?
E Ciro responde: Foi no pragmatismo eleitoral. Para se reeleger o FHC fez uma aliança com o PFL(na época) que deixou rugas no Ceará por exemplo, mas que não resolveu o problema brasileiro que era desiquilíbrio das contas externas e manipulação do cambial, numa política que nasceu transitória e virou política de estado, sustentado pelo FMI em troca de uma subordinação ao estrangeiro. Contou com poucos detalhes um exemplo da época, o caso do escândalo do Sivam, quem quiser mais detalhes aqui:
http://www.cartamaior.com.br/?/Opiniao/Escandalos-nao-investigados-do-governo-FHC-I-O-Caso-Sivam/26884

No meio do caso o Nassif comparou o caso com a pressão estrangeira(comitiva do Obama) sofrida nas licitações do grupo FX. Ciro concordou, disse que "as coisas não são feitas por acaso"; (em outros tempos ele diria que se um Tatu está em cima de um Toco, alguém pôs ele lá pois Tato não sobe em toco.)

Foi o "Cirão da Massa" que popularizou o termo "Tattoo no toco"


Disse que daquela data para cá o sistema financeiro se "oligopolizou" de uma forma dramática e que os juros altos hoje não tem a ver com a inflação e sim devido a esse sistema financeiro ter se viciado a uma rentabilidade exótica que só existe nesse país no planeta inteiro.
Nassif então pergunta sobre a influência americana ainda hoje no Brasil.
Ciro conta que acompanhou com grande interesse os debates na recente eleição americana, que o Trump não citava nada sobre o Brasil e a Hilary Clinton falava em deixar os EUA mais independente do petróleo do Oriente médio que tem se mostrado muito custoso aos EUA. Diz ele que nesse momento ele se arrepiava pois ao ouvir isso só pensava em Petrobrás e Venezuela. E não por acaso o Brasil, depois do golpe, já revogou o conteúdo nacional, já revogou a reserva de 30% de exploração para a Petrobrás e já abandonou o alinhamento com o BRICS, então ele faz um parenteses e diz que não interessa a ele trocar o imperialismo americano pelo imperialismo chinês, mas sim afirmar a independência do Brasil. Citou 3 importâncias que o BRICS poderia trazer economicamente ao Brasil: (1)aumento de escala na preferencia comercial num mercado consumidor gigante, (2)transferências tecnológicas sensíveis, (3) modo de financiamento rebeldes a Bretton Woods. Critica bastante essa "submissão ideológica e estúpida" e bota nas costas do FMI e do Banco Mundial a culpa pela instabilidade no mundo, muita desigualdade, citando como sintoma "mais doído" os 65 milhões de seres humanos refugiados.

Mais detalhes sobre isso veja a youtuber Cibele Laura.

Série "O Imperialismo" e outros vídeos da jornalista "youtuber" Cibele Laura.

No início da segunda parte o Nassif lembra sobre o antagonismo que ele e seu irmão Cid tem com Cunha e Temer desde sempre e pergunta como agir com um congresso tão corrupto, um ministério público politizado, um judiciário ... (ele não fala nada do judiciário, deixa para a nossa imaginação).
Ciro responde que o primeiro ator é o empoderamento do executivo. Critica o acordo feito com bandidos pela Dilma. Depois compara o que Lula/Dilma fizeram com o que FHC fez: cederam para o mesmo grupo: Padilha, Cunha, Jucá... Lembrou do episódio onde ele chamou o Eduardo Cunha de ladrão a metros dele(com Michel Temer presidindo a seção) e explicou as circunstâncias: O Eduardo Cunha incluía os chamados "Jabutis" emendas com interesses econômicos a medidas provisórias  que nada tem a ver com o emenda, cobrando propinas dos interessados para fazer isso. E ainda exemplificou: Olha aquele de gravata amarela: é Lobbysta da FIESP. Quanto você recebeu Eduardo Cunha para colocar essa emenda de devolução de IPI de exportação retroativa a 1973 (emenda que teria impacto de 86 bilhões de reais). Conta que mesmo denunciando isso ele perdeu a votação por 130 a 300. No final tal tragédia foi vetado pelo Lula. Depois lembrou o que ele tem sempre lembrado: que conversou com Lula sobre não entregar Furnas a um representante do Eduardo Cunha pois ele, com esse dinheiro, tem controlado o congresso em setores importantes, como a comissão de justiça que já está dominado. Lula respondeu: Não vou dar de jeito nenhum. No dia seguinte o tal foi nomeado. Depois o Nassif curioso, nomeou um monte de supostos bandidos (Geddeu, Moreira Franco, Padilha, etc...) e perguntou qual o papel de cada um. Ciro Falou que são 3 grupos que tem em Temer o elemento de ligação entre eles. (gostei! trocou elo de ligação por elemento de ligação).
Uma na câmara, outra no Senado, e a turma do Temer. Lembrou do processo onde a moça que estava separando de um dos operadores da Doca de Santos que relatou como as propinas eram distribuídas.

Detalhes desse processo aqui:
http://cartacampinas.com.br/2016/07/michel-temer-recebia-50-da-propina-no-porto-de-santos-indica-processo/

O Ciro disse que tem cópias do processo, o Nassif disse que já tinha procurado esse processo e não encontrado e o Ciro prometeu entregar uma cópia para ele.
Depois o Nassif começou a formular uma pergunta sobre o Golpe 2016, mas só de introduzir o assunto o Ciro já começou a falar o que ele tem dito por onde passa: O golpe foi dado por três grupos distintos, que convergiram no interesse em derrubar a presidenta(e). (1) grupo que quer encerrar a Lava-Jato. Esse grupo o Michel Temer pertence. (2) O Baronato Brasileiro e suas ligações internacionais que controlar o orçamento do estado brasileiro para controlar a proporção dívida pública/PIB tirando o dinheiro de onde for para si(o Meireles é o representante desse grupo)(Ciro afirma que o Temer não tem a menor convicção sobre esse interesse citando que a administração do orçamento é ruinosa sob o ponto de vista fiscal); (3) O interesse estrangeiro, o mais imediato o petróleo e depois o desalinhamento do Brasil com o BRICS.
Nassif então pergunta o porque a mídia brasileira poupou por tanto tempo esse grupo criminoso do Eduardo Cunha.

Ciro responde que o compromisso ético/moral da mídia brasileira é NENHUM! ZERO! Ela apenas captura o sentimento do povo brasileiro que imagina que tem algo errado na política brasileira  e entrega nos jornais uma "novelização" de heróis prendendo bandidos com power points. Essa frase também é forte. Para quem vive de credibilidade é o mesmo que levar uma bala na cara...

Porém o interesse estratégico da mídia não é esse. E cita a destruições de empresas brasileiras, como exemplo da Friboi. Cita e elogia artigo recente do Nassif dizendo que a empresa deveria ser poupada e os responsáveis pessoas físicas punidas, poupando o papel social que a empresa exerce no país.
http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-para-entender-a-operacao-carne-fraca

Cita que nenhum poder pode sucumbir a decisões tomadas diferente do que diz a lei, pois a constituição está acima de qualquer poder constituído. Citou o caso Dilma liminar que nomeava Lula como ministro. Depois citou o caso Cid/Cunha que a Dilma preferiu demitir o Cid e ficar ao lado dos bandidos.

Depois Nassif lembrou a participação do Ciro na época do Mensalão e quis detalhes. Ciro falou que o José Dirceu defendia o tal "presidencialismo de coalização" termo inventado pelo FHC e incorporado nos governos PTstas, que o Ciro disse que só vale para duas coisas: Tempo de televisão e evitar CPI. Nenhuma reforma verdadeira e necessária foi feita devido ao "presidencialismo de coalização". Ciro descreveu o que faria para não ficar na mão dessa "gente que manipula a moral para fazer putaria, esse é o último estágio da degradação dos costumes do Brasil". E a Dilma resolveu conciliar. O Lula não topou num primeiro momento.

Então Ciro, ao falar de sua participação na CPI dos correios fez a que para mim
(na minha opinião) foi a mais impactante declaração na entrevista: 

"Eu tive muitas conversas com o então governador Aécio Neves, que mandava um avião me buscar, mandava buscar o Eduardo Paes, deputado federal da CPI, mandava buscar o Gustavo Fruit, filho do Maurício. A gente quebrava o pau numa salinha secreta do aeroporto da Pampulha, e delimitávamos os caminhos. O Aécio ajudou muito a gente limitar os caminhos das coisas, e o limite foi dado: do filho do Lula para trás. Eu só me lembrava da história do Getúlio".

É impactante para mim quando fico sabendo desses acordos em salas secretas de aeroportos públicos.

Ao final dessa história o Ciro fala: Infelizmente é assim que é, nós ainda estamos numa republiqueta.

Começa então a terceira parte da entrevista, o Nassif tenta de novo formular uma pergunta sobre o governo Dilma e o Ciro não espera a pergunta e já responde: A Dilma é uma aprendiz de feiticeira, uma pessoa muito boa, muito séria, patriota, mas não entende do ramo nada! Absolutamente nada! Depois disse que deu a ela o conselho de detonar essa turma de corruptos que queria derruba-la e contou a história do elefante que só obedece ordens porque não sabe a força que tem. Se é para ser derrotada, que seja derrotada lutando. E o Nassif tentou entender a passividade da Dilma. E o Ciro comparou com a não luta de João Gulart em 1964, disse que sobre o Jango ele não pode falar nada, pois só conhece os fatos históricos, mas que viu que a Dilma, ela não quis lutar. Ciro ainda contou que na época do Mensalão houve conselhos internos para que Lula garantisse que não concorreria a eleição para segurar os cachorros tucanos na CPI dos correios. E Ciro disse que não participaria de uma farsa dessas. Nassif pergunta sobre o ministério público. Ciro elogia a constituição de 88 que deu vida ao ministério público, diz que "ainda" não está arrependido por essa criação, mas que devemos hoje combater os abusos, principalmente no casamento com a mídia. Defende num primeiro momento o confronto, denunciado o abuso, desde que não tenha "rabo de palha". Exemplificou com ele mesmo denunciando um jantar do Gilmar Mendes com o José Serra(que ele não nomeou mas descreveu detalhadamente). E disse que temos que levantar a voz. Citou o caso do Moro mandando prender um blogueiro, e... Essa parte(e somente essa parte) todo mundo conhece...
fora o final em que ele fala: Se eu não tiver cometido nada errado.

A quarta parte o Nassif mudou de assunto para políticas públicas e o Ciro sem deixar que ele terminasse a pergunta citou as 77 das 100 melhores escolas públicas do país que estão no Ceará. Mas o Nassif queria perguntar sobre saúde e o modelo de consórcio. Ciro confirmou que lá foi usado o modelo de consórcio para a parte de exames especializados. O Nassif questionou o porque deu errado em outros lugares e no Ceará deu certo e o Ciro explicou como foi lá implementado na prática, tendo sempre o interesse público como balizamento.  Nassif então pediu para ele detalhar mais a educação que o ciro introduziu.
Ciro falou dos resultados e o Nassif queria saber mais sobre a gestão.
Ciro então deu o exemplo dele enquanto era governador, e como ele negociava salários e condições com o funcionarismo público.

Nesse momento Ciro conta o principal motivo que o Ceará não faz parte do grupo de estados que não conseguem dar conta de pagar suas obrigações mensais como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul entre outros: ele usou mensalmente 3% dá sobra de caixa do banco estadual para comprar no mercado a dívida mobiliário do estado, essa que no governo FHC foi federalizada num acordo extremamente danoso aos estados que não beneficia a união e sim dá privilégio ao pagamento da dívida pública.

Sobre esse acordo união/estados é que o deputado estadual mineiro Sávio Souza Cruz(PMDB-MG) falava em 2012, e que eu já tratei aqui:

O Oswaldinho está morando nos Estados Unidos, deve ser vizinho do Pateta!


Contou também uma outra solução para a questão de sanidade fiscal do estado: ele dobrou a taxação sobre herança. Quem morre e não deixa herança não paga nada. Quem morre e deixa muito paga muito.

Bom, acho que o bom entendedor, que chegou até aqui, já entendeu o motivo é qual a conclusão que eu quero chegar:

Por que nessa extensa entrevista de 45 minutos não foi repercutido os bastidores da CPI dos
correios numa sala secreta do aeroporto da Pampulha ?

Por que ninguém quer discutir sobre a oligopolização bancária no país e o seu envolvimento nas políticas econômicas no país?

Porque ninguém quer conversar sobre o interesse estrangeiro no petróleo brasileiro e como estamos entregando de bandeja de forma mais barata e pacífica do que no Oriente médio?

Por que ninguém quer debater a mudança do perfil dos impostos brasileiros, diminuindo a arrecadação sobre consumo e aumentando a taxação sobre renda e patrimônio?

Porque ninguém repercutiu a dura afirmação que o compromisso ético dos meios de comunicação do
Brasil é ZERO!

E o mais importante: por que se quer ridicularizar o cara que propõe o debate das reais mazelas que temos no país???



Tem gente que sabe porque...

Tem gente que não sabe porque...

Tem gente que não sabe porque e não quer saber...

Tem gente que não sabe porque e fica chutando besteiras...

Tem gente que não sabe porque e gostaria de saber...

Tem gente que sabe o porque e gostaria de espalhar a notícia...

Tem gente que sabe porque e gostaria que ninguém mais soubesse...

Pelo documentário Zeitgeist, esse último grupo de pessoas tem acumulado 50% da riqueza mundial.




Completei o post 
com esse polêmico vídeo e com esses outros:




Os tiros da imprensa em Ciro saíram pela culatra
Grande mídia faz crítica oportunista contra o presidenciável, mas os ataques serviram como divulgador de sua pré-campanha    
http://cronicasph.blogspot.com.br/2017/03/os-tiros-da-imprensa-em-ciro-sairam.html



Especial: É tudo um assunto só!

Outro dia discutindo sobre as manifestações do dia 15, sobre crise do governo e a corrupção da Petrobrás eu perguntei a ele se tinha acompanhado a CPI da Dívida Pública. Então ele me respondeu: Eu lá estou falando de CPI?! Não me lembro de ter falado de CPI nenhuma! Estou falando da roubalheira... A minha intenção era dizer que apesar de ter durado mais de 9 meses e de ter uma importância ímpar nas finanças do país, a nossa grande mídia pouco citou que houve a CPI e a maioria da população ficou sem saber dela e do assunto... Portanto não quis fugir do assunto... é o mesmo assunto: é a política, é a mídia, é a corrupção, são as eleições, é a Petrobras, a auditoria da dívida pública, democracia, a falta de educação, falta de politização, compra de votos, proprina, reforma política, redemocratização da mídia, a Vale, o caso Equador, os Bancos, o mercado de notícias, o mensalão, o petrolão, o HSBC, a carga de impostos, a sonegação de impostos,a reforma tributária, a reforma agrária, os Assassinos Econômicos, os Blog sujos, o PIG, as Privatizações, a privataria, a Lava-Jato, a Satiagraha, o Banestado,  o basômetro, o impostômetro, É tudo um assunto só!...




A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?



Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O tempo passa... O tempo voa... E a memória do brasileiro continua uma m#rd*


As empresas da Lava-jato = Os Verdadeiros proprietários do Brasil = Os Verdadeiros proprietários da mídia.

Desastre na Barragem Bento Rodrigues <=> Privatização da Vale do Rio Doce <=> Exploração do Nióbio



Trechos do Livro "Confissões de um Assassino Econômico" de John Perkins 

Meias verdades (Democratização da mídia)

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.

O caso grego: O fogo grego moderno que pode nos dar esperanças contra a ilegítima, odiosa, ilegal, inconstitucional e insustentável classe financeira.



UniMérito - Assembleia Nacional Constituinte Popular e Ética - O Quarto Sistema do Mérito 

Jogos de poder - Tutorial montado pelo Justificando, os ex-Advogados Ativistas
MCC : Movimento Cidadão Comum - Cañotus - IAS: Instituto Aaron Swartz

TED / TEDx Talks - Minerando conhecimento humano





O que tenho contra banqueiros?! Operações Compromissadas/Rentismo acima da produção

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)

PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público



As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar

Foi o "Cirão da Massa" que popularizou o termo "Tattoo no toco"

A minha primeira vez com Maria Lúcia Fattorelli. E a sua?

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)  

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado


Quem inventou o Brasil: Livro/Projeto de Franklin Martins (O ex-guerrilheiro ouve música)

Eugênio Aragão: Carta aberta a Rodrigo Janot (o caminho que o Ministério público vem trilhando)


Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"



Comentários políticos com Bob Fernandes. 

Quem vamos invadir a seguir (2015) - Michel Moore


Ricardo Boechat - Talvez seja ele o 14 que eu estou procurando...

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)

InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social



Sobre Propostas Legislativas:

A PLS 204/2016, junto com a PEC 241-2016 vai nos transformar em Grécia e você aí preocupado com Cunha e Dilma?!

A PEC 55 (antiga PEC 241). Onde as máscaras caem.

Em conjunto CDH e CAE (Comissão de Direitos Humanos e Comissão de Assuntos Econômicos)

Sugestão inovadora, revolucionária, original e milagrosa para melhorar a trágica carga tributária brasileira.


Debates/Diálogos:

Debate sobre Banco Central e os rumos da economia brasileira...

Diálogo sobre como funciona a mídia Nacional - Histórias de Luiz Carlos Azenha e Roberto Requião.

Diálogo sobre Transparência X Obscuridade.

Plano Safra X Operações Compromissadas.

Eu acuso... Antes do que você pensa... Sem fazer alarde...talvez até já tenha acontecido...


Depoimento do Lula: "Nunca antes nesse país..." (O país da piada pronta)
(Relata "A Privataria Tucana", a Delação Premiada de Delcidio do Amaral e o depoimento coercitivo do Lula para a Polícia Federal)


Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!

Como o PT blindou o PSDB e se tornou alvo da PF e do MPF - É tudo um assunto só!


Ajuste Fiscal - Trabalhadores são chamados a pagar a conta mais uma vez

Resposta ao "Em defesa do PT" 

Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!



Questões de opinião:

Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?



Sobre a Ditadura Militar e o Golpe de 64:

Dossiê Jango - Faz você lembrar de alguma coisa?


Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.


Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.


Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.


Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.



Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países? 


Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 


Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos


Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.



Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!


Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.



Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos 



Sobre CBF/Globo/Corrupção no futebol/Acompanhando a CPI do Futebol:

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K


A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!



Revolução no futebol brasileiro? O Fim da era Ricardo Teixeira. 




Videos com e sobre José Maria Marin - Caso José Maria MarinX Romário X Juca Kfouri (conta anonima do Justic Just ) 





Do apagão do futebol ao apagão da política: o Sistema é o mesmo



Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)

Acompanhando a CPI do Futebol XIV - Mais sobre nosso legislativo do que nosso futebol



Acompanhando o Governo Michel Temer

Acompanhando o Governo Michel Temer I