Magazine Luiza

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Fora Ricardo Teixeira! O eterno e legítmo Presidente do Futebol Brasileiro!

Estou aderindo a campanha fora Ricardo Teixeira.

http://www.foraricardoteixeira.com.br/


Não posso deixar de ecoar o grito que está na garganta dos estádios do Brasil. O atual presidente da CBF, desde 1989 (portanto está completando 22 anos, talvéz só o Fidel Castro tenha ficado tanto tempo assim como presidente). Não é de hoje que polêmicas e denúncias chovem para cima do dirigente.

Os motivo que acho que ele deve sair são todas as denuncias de enriquecimento ilicito, proximidade com políticos corruptos, recebimento de propina para mudar voto, o caso de Brasil e portugual (escute a reportagem da CBN da época aqui), dentre outras denuncias feitas por jornais da Inglaterra, CNN, Record, Globo, Blog do Juca entre outros. Veja na revista placar uma compilação das polêmicas da administração Ricardo Teixeira. Claro que minha adesão não vai mudar nada para ele pois se ele considera a audiência de UOL, Lance, ESPN como traço quem dirá a audiência do meu Blog... Ele disse isso na entrevista a Revista Piaui, que faz parte do grupo Estadão. Se quiser ler:

http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-58/figuras-do-futebol/o-presidente

Faço isso hoje porque ontem eu fiquei imaginando que o Ricardo Teixeira é o presidente que o futebol brasileiro merece! O mais inicado para o cargo! O que melhor representa o torcedor brasileiro! O que é uma tristeza! Por que eu pensei nisso? Vi as imagens do jogo Fortaleza X CRB. Veja aqui.

A história é que o Fortaleza, que até pouco tempo estava ganhando do meu time(Atlético-MG, jogando em Belo Horizonte, levou 2X0 aos 35min do segundo tempo e conseguiu virar), estava preste a cair para série D. Se o Campinense vencesse seu jogo contra o Guarany de sobral ele precisaria vencer o CRB por três gols a mais do que o Campinense vencesse. Ao terminar o primeiro tempo o Fortaleza enrolou, voltou com o uniforme errado, teve que trocar antes de começar o segundo tempo, com isso começou o jogo sabendo o outro jogo iria acabar primeiro. Quando o outro terminou (1X0 para o Campinense) O Fortaleza precisaria de 4X0. Já estava 2X0. O CRB(que já estava classificado e não precisava desse resultado) já estava com 2 jogadores expulsos. Um deles foi o goleiro, expulso "burramente" por ter chutado a bola no gandula e como o técnico já tinha feito duas substituições era um jogador de linha que estava no gol... As imagens etão aí... depois que acabou o jogo do Campinense o Fortaleza conseguiu seus dois gols salvadores. O Presidente do Campinense acusa armação no jogo e ameaça ir para a justiça. Inacreditável! Mas... vamos dizer que não houve armação: Só o fato do atraso do jogo já é vergonhoso para o Fortaleza.

O que o Ricardo Teixeira tem com isso? NADA! ABSOLUTAMENTE NADA! Esse caso é só mais um que vai ficar na vergonhosa história do futebol brasileiro. Não poupa ninguém! Quem é o atual campeão Brasileiro? O Fluminense. Alguém lembra que o Fluminense está disputando a série A do Brasileiro como convidado? Os outros 19 clubes ou começaram a disputar a série A em 71 e nunca cairam ou conseguiram sua vaga disputando a série B. O Fluminense não. Caiu em 1996. Bateu o pé e não quis cair. Continuou na série A e em 1997 caiu de novo. Em 1998 ao invés de subir caiu para a série C. Em 1999 foi campeão da série C. E em 2000 foi convidado para disputar a série A e ainda não caiu (apeser de ter passado perto por duas vezes, uma salvo pelo Renê Simões e outra vez milagrosamente salvo pela dupla Cuca/Fred) até conseguir o título em 2010. Inacreditável!


Outro dia estava uma polêmica danada na folha de são paulo sobre o rebaixamento do São Paulo no campeonato paulista de 1990. É claro que ele foi rebaixado! Eu ví!! Lembro perfeitamente! Diferente do restante do povo brasileiro que tem memória curta! E a campanha dele no campeonato paulista de 1990 está aí para todo mundo ver. Veja aqui a reportagem na revista época. Veja aqui a campanha do São Paulo no ano de 1990. O caso é que o São Paulo foi rebaixado em 1990 e campeão em 1991! (novo récord mundial?!?!)  Já existia os grupos A1 e A2 em 1990, os dois grupos eram chamados de primeira divisão, jogavam na A1 São Paulo, Palmerias, Corinthians, Santos, etc. Na prática A1 é primeira divisão e A2 era a segunda. O São Paulo caiu para esse A2. Se você é são paulino e não quer chamar esse A2 de segunda divisão, tudo bem. E ainda alteraram as regras em 1991, coisa natural pois todo ano as regras mudavam mesmo... Em 1991 a segunda fase do paulista se classificariam 8 times: 6 do A1 e 2 do A2. Isso foi definido depois que o São Paulo caiu. Essa idéia de classificar times do A2 para dispudar o título continuou até 1993, apartir de 1994 não teve isso, nunca mais (até hoje)...
E o pior!! O São Paulo jogou no grupo do módulo amarelo(que classificaria 3) fez uma campanha fantástica ( contra São Bento,Olímpia, Catanduvense, Sãocarlense entre outros) de somente uma derrota (lembro muito bem, foi contra a inter de limeira por 4x1!) e teve vantagem nos confrotos finais por ter a melhor campanha!! Inacreditável! É obvio que ele foi rebaixado, no campo. Qualquer outra história é armação, ou dos dirigentes, ou dos cartolas, ou da torcida, ou de todos juntos! E todos fingem que está tudo bem! A discursão sobre o regulamento ter sido alterado depois do São Paulo ser rabaixado (que seria exdrúxulo) ou que foi planejado antes (que seria mais exdrúxulo ainda!!) é irrelevante. E o que o Ricardo Teixeira tem com isso?
 

Já teve regulamentos exdrúxulos no campeonato brasileiro também.Em 1993 haviam no Campeonato Brasileiro 32 times em 4 grupos. A,B,C e D. Somente os times dos grupos C e D poderiam ser  rebaixados. quem estava nos Grupos AeB já estavam garantidos para o campeonato de 1994. Resultado: dos 4 ultimos do campeonato tinha 3 dos grupos A e B. Incluindo aí meu time, o Atlético MG foi lanterna. Porque fizeram um regulamento desses?? Porque em 1991 o Grêmio foi rebaixado. Ele até disputou a segunda divisão de 1992, mas mudaram o regulamento para classificar 12 times da série B para a série A. Fora isso Náutico e Paysandu que cairiam em 1992 foram beneficiados e continuaram. E olha que o Grêmio quase não conseguiu subir! Eram 4 grupos de 6 times, sendo que oes 3 primeiros de cada grupo subiriam para a primeira divisão (Metade dos times!!) e o Grêmio ficou em 3º no seu grupo!! É claro que em 1993 ele não estaria no grupo C ou D como todos os outros que subiram junto com ele. Será que foi o Ricardo Teixeira que inventou tudo isso?? O América-MG que tentou entrar na Justiça e foi punido pela CBF com dois anos de exclusão dos campeonatos nacionais.


Apartir de 1999 a brilhante idéia (idéia de argentino por sinal) de rebaixar as piores médias de pontos dos últimos 2 campeonatos não salvou o Botafogo. O que salvou foi uma ação na justiça que o Botafogo impetrou contra o São Paulo por ter escalado o jogador Sandro Hiroshi na vitória do São paulo por 6x1. O Botafogo ganhou 3 pontos nesse jogo!! Como se o Sandro Hiroshi fizesse alguma diferença... Esses pontos salvou Botafogo mas não o Campeonato Brasileiro. O Gama que caiu entrou na justiça e dessa vez ganhou! (será que é porque Gama está mais perto de brasília que Belo Horizonte?). Quase que o Campeonato Brasileiro não aconteceu em 2000. Fizeram um torneio João Havelange com mais de 100 times!!


Aqui você verá algumas histórias (reais ou não) de rebaixamentos e viradas de mesa.

Posso ainda falar do título do Corínthians e do caso Edilson em 2005, do José Roberto Wright no jogo desempate Atlético X Flamengo em 1981, casos sobre o Caixa dágua dirigente da Federação Carioca, Eduardo Farah da Paulista, do Euríco Miranda presidente do Vasco, das dívidas dos clubes com a previdência e a loteria Timemania, da discursão do contrato com a televisão  nesse ano ou quem sabe da armação de resultados na segunda divisão do campeonato do Maranhão! Clique Veja!

A questão é que presidente um futebol dessa categoria merece? Será que esse presidente não é apenas a extenção dos Dirigentes de federações, cartolas dos times, torcidas organizadas, técnicos, jogadores,  torcedores... Será que saindo o Ricardo Teixeira todo o resto melhora?

Vou sim assinar a lista  http://foraricardoteixeira.com.br/meiocampo/
 Vou fazer a minha parte demonstrando que não estou satisfeito. Mas fica aí o recado: o futebol tem que mudar, do goleiro ao ponta esquerda. Do gandula ao presidente.
E fica a certeza: O Ricardo Teixeira é o legítimo presidente do futebol brasileiro.