Magazine Luiza

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Virada Digital - Festival de inovação, interatividade e sustentabilidade

Site Oficial:  http://www.viradadigital.com.br/

Inovação, Interatividade e Sustentabilidade


















Virada Digital
é um festival de inovação, interatividade e sustentabilidade que vai levar a diversas cidades brasileiras as mais recentes tecnologias, inventos e protótipos criados por centros de pesquisas dos setores público e privado do Brasil e de outros 12 países. O Festival Virada Digital vai promover o debate e o compartilhamento de conhecimentos em 16 áreas de conteúdo, divulgando a criatividade e o empreendedorismo e fortalecendo o fomento de novas tecnologias voltadas à produção sustentável de bens e serviços para a população brasileira.
 
Esta grande festa interativa e digital terá sua primeira edição nos dias 11, 12 e 13 de maio de 2012 em Paraty, cidade brasileira referência mundial de turismo histórico e cultural. Ao mesmo tempo, o festival estará nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, através de HDIs (Hubs Digitais Interativos) montados em locais públicos destas três capitais.
 
 
Após a primeira edição de 2012 em Paraty, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, o Festival Virada Digital se transforma na Caravana Digital e, a partir de novembro de 2012, visitará mensalmente cada uma das 12 cidades brasileiras que sediarão os jogos da Copa do Mundo de 2014. Ao chegar ao Rio de Janeiro, em maio de 2013, a Caravana Digital inaugura a segunda edição do Festival Virada Digital.  
 
 
Terminada a segunda edição do festival no Rio de Janeiro nossa Caravana Digital volta para a estrada e segue novamente para uma maratona pelo Brasil, até maio de 2014, quando acontece a terceira edição do Festival Virada Digital, simultaneamente nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014: Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Cuiabá, Manaus, Natal, Fortaleza, Recife e Salvador.

O Virada Digital será transmitido pela internet durante as 72 horas de evento. Serão 24h online por dia, durante os dias 11, 12 e 13 de maio. Todas as atividades além de transmitidas ao vivo, ficarão disponíveis em nossos canais para visualização e download.


A programação do Festival Virada Digital está em construção pelo time de curadores e colaboradores. Os conteúdos vão girar em torno de 16 áreas de conhecimento: Alimentação, Aplicativos, Ciências, Cultura, Sustentabilidade, Comércio, Educação, Empreendedorismo, Entretenimento, Esportes, Infra-Estrutura, Mídias Digitais, Saúde, Serviços, Trabalho, Turismo.
As atividades e atrações estarão distribuídas em diversas áreas e estruturas nas cidades de Paraty, Rio de Janeiro, são Paulo e Brasília:
Grande parte das atrações acontecerá no Hub Estrela, uma mega estrutura inflável composta por 3 ambientes:
·         Ambiente 1 - auditório de 208 lugares onde os conteúdos e seus sub-temas serão debatidos e explorados conceitualmente (palestras, seminários, painéis, debates)
·         Ambiente 2 - espaço onde empresas e centros de pesquisa vão demonstrar na prática inovações tecnológicas e a aplicabilidade das tecnologias no dia a dia das pessoas
·         Ambiente 3 - área de convivência e compartilhamento do conhecimento, com um lounge, MediaHub (área da imprensa), e um Cyber Café com banda dedicada de 100Mb disponível.
A idéia é levar cada um dos conteúdos do festival a um processo máximo de conhecimento, exploração, detalhamento e demonstração. Todos os conhecimentos exibidos dentro do nosso Hub Estrela serão transmitidos em tempo real para os demais Hubs.
No total estarão montados em Paraty: 1 Hub Estrela de 400m2, 1 Hub em formato “Dome” de 200m2 (para as ações de Lan Party e Mutirão Digital) e 3 Hubs de 120m2 que serão montados nos bairros da Mangueira, Ilha das Cobras e Patitiba.


















Teremos ainda 3 Hubs em formato “Dome” de 200m2 montados no Rio (Arcos da Lapa), São Paulo (Vale do Anhangabau) e Brasília (Museu nacional). Todos estes Hubs foram concebidos pelo atelier do arquiteto e designer Marko Brajovic, reconhecido como uma dos mais talentosos designers e cenógrafos em atuação no Brasil. Os Hubs são infláveis, climatizados e produzidos com material projetável, o que permite a aplicação de uma série de tecnologias interativas para o público.
Além da programação que teremos em nosso Hubs Estrela de Paraty (exibida  em tempo real nos demais Hubs), temos ainda as 4 áreas especiais que serão posicionadas nos “Hubs Dome” criados pelo Marko Brajovic:
a)      Brasil Web Mob: módulo totalmente dedicado a demonstrações de inovações desenvolvidas pelas empresas especializadas em tecnologias Web e Mobile.
b)      Rio Lan Party: Uma Lan Party dentro da Virada Digital, com um enorme diferencial: será meritocrática. Vamos levar para Paraty com apoio do Governo do Estado do RJ e prefeituras do sul-fluminense os 600 alunos da rede pública de ensino que tiraram as melhores notas no ano de 2011. Estes alunos ficarão acampados em Paraty por conta do evento. Terão todos os custos de transporte, estadia e alimentação subsidiados. 80 deles serão escolhidos para atuarem como monitores no Mutirão Digital, próxima área especial.
c)       Mutirão Digital: ação montada em parceria com Governo Federal, Governo do Estado do RJ e Prefeitura de Paraty, que visa levar o conhecimento básico da internet a populações tradicionais da região (caiçaras, quilombolas, indígenas e caipiras) que não tem acesso à tecnologia.
d)      Brasil do Futuro: palco principal de toda a programação focada em desenvolvimento sustentável. Vamos trazer para esta arena as principais pautas da Rio+20. Em termos de atrações, teremos empresas e instituições demonstrando tecnologias inovadoras que racionalizam recursos humanos e naturais. Centros de pesquisa públicos e privados vão apresentar também tecnologias sustentáveis e limpas, com foco especial para as áreas de alimentação, energia, saneamento e transportes.
e) Palco Compacto Petrobras, um super palco para shows e espetáculos com recursos tecnológicos avançados de som, luz e interatividade. Projeto em parceria com a Petrobras, que apresentará durante os 3 dias de evento shows musicais com artistas que participam do Projeto Compacto Petrobras - http://compacto.blogspetrobras.com.br/


Viradão em Paraty


Publicação:  Jornal Estado de Minas Caderno Inform@tica 05/04/2012 repórter Shirley Pacelli

Lançamento da Virada Digital ocorreu no Circo Voador, no Rio de Janeiro  (Virada digital/Divulgação)
Lançamento da Virada Digital ocorreu no Circo Voador, no Rio de Janeiro
 Setenta e duas horas de evento. Não se trata da Virada Cultural já consolidada em São Paulo e aprovada para realizar-se em Belo Horizonte, mas sim da Virada Digital, que ocorrerá em maio (11 a 13) na cidade histórica de Parati (RJ). O festival, gratuito, tem a proposta de levar inovação, interatividade, sustentabilidade e empreendedorismo para diversos públicos: executivos, empresários e pesquisadores, profissionais liberais, artistas e gestores.

Segundo Roberto Andrade, organizador do evento, a ideia surgiu ainda em 2009, quando coordenou uma das primeiras edições da Campus Party no Brasil. A discussão do projeto retornou em 2011 com a proposta de estabelecer um eixo local, regional e nacional. As atividades serão realizadas na cidade-sede de Parati, sendo que as capitais São Paulo (Vale do Anhangabaú), Rio de Janeiro (Arcos da Lapa) e Brasília (Teatro Nacional ) ganharão hubs – grandes terminais interativos digitais instalados em espaços públicos. Esses pontos transmitirão, em tempo real, toda a programação do evento.

Convidados brasileiros e de outros 12 países serão responsáveis pela intensa e ininterrupta programação, que contará com shows, palestras, paineis, oficinas de tecnologia, inclusão digital e práticas sustentáveis. Haverá ainda um mutirão, que levará o primeiro acesso digital a comunidades carentes da região.

O organizador afirma que o festival abrange 16 áreas de conteúdo, que foram escolhidas por serem, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), as que serão mais afetadas pela inovação. Entre elas estão alimentação, aplicativos, cultura, e entretenimento. “Conhecimento está em tudo. Cada vez mais o Brasil precisar compartilhá-lo. Todas essas grandes áreas são afetadas pela tecnologia”, resume Andrade.

Para compor a curadoria de conteúdos, a Virada Digital contará com um time diversificado: o sociólogo Sérgio Amadeu, a ativista da comunicação em rede Ivana Bentes, a publicitária Suzana Apelbaum, a professora Martha Gabriel, o músico MV Bill e o ex-secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente Cláudio Langone.

Roberto Andrade explica que faz parte da proposta quebrar a sazonalidade do evento. Por isso, haverá a versão intinerante do festival. A partir de novembro, uma caravana digital visitará mensalmente cada uma das 12 cidades brasileiras que sediarão os jogos da Copa do Mundo. Ao chegar ao Rio de Janeiro, em maio de 2013, a caravana vai inaugurar a segunda edição do festival Virada Digital. Concluído o evento, ela segue para mais uma maratona. A caravana deve chegar à capital mineira em 2014.

A expectativa, de acordo com Andrade, é de 18 mil pessoas nos três dias de evento na cidade-sede, contando com um público de diferentes faixas etárias, dos 7 aos 70 anos. Pelos hubs devem passar 120 mil visitantes. Quem não puder participar das atividades em Parati ou acompanhar a programação nos terminais interativos, poderá conferir todo o conteúdo nos canais on-line.  A programação será divulgada no dia 10. Confira no site: www.viradadigital.com.br.